Obras de pavimentação avançam em Colombo

Serviços realizados no Guaraituba incluem sistema de drenagem, passeio, pavimentação, sinalização e paisagismo; a previsão de entrega é para o próximo mês

As Ruas Paranaguá, Arapongas e Campo Largo já estão com 75% das obras concluídas e tem previsão de entrega para o mês de outubro. “Estamos sempre buscando melhorar e levar mais qualidade de vida à população. E, a pavimentação asfáltica está entre as nossas prioridades, pois traz melhorias na infraestrutura do bairro, na acessibilidade e também acaba com a poeira e lama, que tanto prejudica a vida dos moradores”, ressaltou a prefeita.

Os serviços que acontecem nas vias do bairro Guaraituba fazem parte do Programa de Pavimentação Comunitária, desenvolvido pela Prefeitura de Colombo, por meio da Secretaria de Obras e Viação em conjunto com a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão.  Neste sistema o morador contribui pela pavimentação em frente ao seu terreno, e o custo total será dividido entre os moradores. Já a prefeitura custeia o restante da obra de pavimentação asfáltica.

A Rua Campo Largo conta com uma extensão de 1.375,72 metros, com obra sendo realizada entre os trechos da Rua Bom Sucesso e a Rua Lago Tumiri, ao total foram investidos R$1.691.885,37. Já a Rua Paranaguá possui 807,69 metros de extensão sendo realizado as obras nos trechos entre a Rua Astorga e a Rua Formosa do Oeste, o investimento é de R$1.342.096,77.

As três vias passaram por etapas de terraplenagem, regularização e compactação do subleito, sub-base de 4A, base de brita graduada, meio-fio com sarjeta, drenagem de águas pluviais, revestimento em CBUQ, imprimação com CM-30, pintura de ligação, urbanização e sinalização.

A Rua Arapongas conta com 1.032,38 metros de extensão, com a pavimentação sendo realizada no trecho entre as Ruas Campo do Tenente e a Paranaguá, já o valor do investimento da obra será de R$ R$1.579.593,98. Vale lembra que as obras fazem parte dos financiamentos do programa BRDE Municípios (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul).

“Está sendo feita a área de passeio para os pedestres que antigamente não existia, foi ampliada a rede de drenagem existente, com o intuito de resolver problemas de grandes vazões de água em casos recorridos de alagamento, o fim da poeira, sinalização para os usuários da via, além da valorização dos imóveis”, destacou o secretário da pasta de Obras e Viação, Agnaldo Santos.

COMPARTILHAR