Eduardo Cunha deve seguir preso em Curitiba

Os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região decidiram. por unanimidade, nesta terça-feira (28), negar o pedido do deputado cassado Eduardo Cunha para cumprir pena em Brasília. Condenado por lavagem de dinheiro, corrupção passiva e evasão de divisas na Lava Jato, o ex-parlamentar teve a pena reduzida no próprio Tribunal para 14 anos e seis meses. Ele segue no Complexo-Médico Penal em Curitiba.

De acordo com o G1, a defesa alegava que os procedimentos penais que tramitam contra o réu estão, em sua maioria, em Brasília. Outro destino sugerido era o Rio de Janeiro, onde a família dele mora. Nenhuma das possibilidades foi aceita. Os advogados sustentavam que a ação criminal já foi julgada na capital paranaense e que o juiz Sérgio Moro não teria mais competência para decidir sobre o local da detenção. Outro argumento era de que seria menos oneroso para a administração pública devido aos custos do deslocamento para depoimentos. A defesa vai recorrer.

COMPARTILHAR